xml !

domingo, janeiro 28, 2007

PROVEDORIAS na ONO

Ian Meyes, ex-provedor do The Guardian e presidente da ONO (Organisation of News Ombudsman) escreveu no The Guardian sobre o papel do ombudsmann num mundo mediático de rápidas mudanças. Meyes espera que o The New York Times mantenha o provedor (public editor) e recorda que ambos os titulares que até agora exerceram a função vieram de fora do jornal. No Guardian a solução o foi encontrada no interior do jornal, pois quer Ian Meyes, quer a sua sucessora vieram dos quadros do jornal: ele era jornalista, ela jurista. Meyes lembra ainda que uma das questões que se está a discutir no NYT é a da maior abertura e interactividade dos jornalistas com os leitores, o que leva alguns a considerar desnecessária a continuação de um public editor.

"In my view, it is already apparent that the digital revolution and the higher degree of interactivity between newspapers and readers have increased rather than diminished the need for resident ombudsmen."