xml !

quinta-feira, junho 01, 2006

MAU JORNALISMO

é o título de um artigo de Luís Costa, no Público de hoje.

"A verdade é que o jornalismo português já viveu melhores dias, e não é por culpa exclusiva ou primordial das agências de comunicação. Estas surgem no contexto da crescente profissionalização das "fontes" (empresas, instituições e também agentes políticos e partidários), que perceberam as vantagens que tinham em criar um novo mediador entre elas próprias e o clássico e exclusivo intermediário da informação, que sempre fora o jornalista. Deste modo, a "fonte" reforçou o seu papel, criando uma espécie de couraça mediática, enquanto o jornalista ficou entregue às suas humanas e ancestrais limitações. Sim, porque não é de hoje, nem sequer de há poucos anos, que existem jornalistas madraços, outros que se acomodam à gestão de agenda imposta por terceiros, alguns que vendem a sua disponibilidade por um prato de lentilhas (sejam bons almoços ou, melhor ainda, principescas viagens ao estrangeiro com tudo pago e "excelentes" motivos de reportagem...) e muitos outros que acreditam que a essência do jornalismo é receber acriticamente e de braços convenientemente cruzados uma história apelativa, o exclusivo de uma entrevista, um relato de bastidores, o privilégio de um convívio fraterno e assíduo com a fonte, a "dica" que pode mudar o nosso pequeno mundo, a fotocópia que pode dar manchete, e assim sucessivamente... "