xml !

quinta-feira, março 30, 2006

NOS MEDIA DE CÁ

Hoje, Ruben de Carvalho, defende no DN, que o jornalismo impresso é empobrecido por passar para o suporte computador. Não estou de acordo, pois julgo que o contrário se pode verificar também: o discurso jornalístico na net pode ser mais complexo e enriquecedor para o leitor do que o jornalismo impresso. Basta pensar nos links, nos podcasts, nos videos, nas imagens, nos acessos a documentos a que a versão impressa não pode sequer sonhar. O trabalho do jornalista é bem mais exigente, também, nesse jornalismo global. Mas admito que face a exemplos muito mecânicos de transposição on line do jornais impressos, bastante frequente em Portugal, seja verdade o que diz Ruben de Carvalho.

"Um jornal não é apenas uma soma de textos, a sua capacidade informativa não se esgota na leitura daqueles: a componente gráfica é também informativamente relevante. A questão não reside na utilização de elementos gráficos (fotos, infogramas, cartoons), também susceptíveis de inclusão e consulta informática. O problema tem a ver com a capacidade informativa contida na paginação jornalística, o equilíbrio relativo entre as matérias e os textos, a sua arrumação narrativa ao longo do jornal. A transposição do conteúdo jornalístico para a Net tem como consequência o tornar o discurso jornalístico monocórdico, apresentado sempre no mesmo tom, sem tratamento nem equilíbrios relativos criteriosamente definidos.

Isto não significa que o discurso via Net seja inevitavelmente monocórdico. Crescentemente se afirmam potencialidades do grafismo informático, mas a questão é que esse aspecto formal incide igualmente na organização de conteúdos: a pura transposição do discurso jornalístico impresso para o suporte computador empobrece-o dramaticamente."