xml !

sexta-feira, setembro 23, 2005

LÁ FORA E CÁ DENTRO : DO TELEMÓVEL AO JORNALISMO

Vale a pena ler hoje o texto de Umberto Eco , no DN. “No início dos anos 90, apenas algumas pessoas possuíam telemóveis. Mas mesmo essas eram já suficientes para transformar uma viagem de comboio num tormento e, por isso, escrevi um artigo bastante irritado sobre o facto.
Basicamente, o que eu disse foi que os telemóveis deviam ser destinados apenas a equipas de transplante de órgãos, canalizadores (ambos os grupos constituídos por pessoas que, para bem da sociedade, devem estar sempre contactáveis) e aos adúlteros.”

E vale a pena assinalar o texto de ontem de José Manuel Barroso, Uma República de jornalistas? sobre a confusão entre a opinião e a informação. Estou como António Damásio, ontem, no ISPA: há coisas que têm que ser obsessivas para haver progresso. E insisitir nessa distinção parace ser o caso.