xml !

quarta-feira, julho 06, 2005

AS IMAGENS COMO MEMÓRIA

Recebi de Dominique Chastres, conselheiro audiovisual da Embaixada Francesa, um DVD feito pelo INA (Institut National de l’Audiovisuel). O video intitula-se “Une visite dans les archives de la télé” e foi feito a propósito das Jornadas Europeias do Património. “Construimos o futuro da nossa memória” é um slogan que identifica o INA.

Estou a ver com deleite. Para já não é todos os dias que se vêem imagens reconhecidas como património. Depois pelo reconhecimento também deste papel que as imagens do passado têm na construção do nosso futuro.

As primeiras imagens datam de 1949 de um telejornal em que se mostram as comemorações do 14 Juillet. Em 1950 vemos Picasso no seu atelier. Bardot na Ópera, Callas a cantar, uma operação sem anestesia em directo (que violência!), Kenedy entrevistado na campanha eleitoral, uma deliciosa reportagem de rua sobre os OVNIS, Claude Nogaro, etc, etc. Cheguei a Maio de 68 onde só se vêm imagens do pós conflito com a Polícia.